João Felipe

João Felipe (5anos) e o inseparável Negrito

Sete anos depois do nascimento do João Paulo, eis que me descubro grávida de novo! Num dia de calor intenso do verãozão de 1988, chega o João Felipe para aumentar a nossa coleção de “João” (sempre que conto isso, ele acrescenta: – Criativooo!).

Diz a sabedoria popular que o caçula vem para revolucionar o que estava ordenado e o João Felipe já chegou agitando. Primeiro: só dormia no seio. Mamava um pouquinho e dormia, o safadinho!, mas bastava colocá-lo no berço para o bicho abrir o berreiro! Enquanto foi bebê, só dormia se alguém o embalasse no colo. Era um suplício para ele, coitado e para mim! Tudo o que a Nina e o João Paulo não fizeram de manha, o João Felipe fez! E, de certa forma, continua fazendo (Eu digo: – Ah, se naquela época tivesse o programa da Super Nany!). Mas é um amado, esse caçula!

O JF como o chamamos, é extremamente carinhoso, beijoqueiro e cafunezeiro (freqüentemente acontece: eu entretida, escrevendo ou fazendo qualquer outra coisa e ele me interrompe, se joga no meu colo pedindo cafuné ou então, o que é pior, vem me fazendo cafuné! Aí a coisa piora, pois bate a moleza e cadê disposição pra continuar a tarefa?).

Aos seis meses e meio falou “Vovó!”. Aos três anos tinha um vocabulário extenso para sua idade e, quando alguém lhe fazia uma pergunta cuja resposta era afirmativa, ele dizia: – É óbvio! Com a testinha franzida e um ar de incredulidade, como se devêssemos saber a resposta de antemão. Imagine a cena: um toco de gente, recém saído das fraldas dizendo “é óbvio!”. 

A verdade é que o João Felipe é um artista! E já demonstrava isso em suas escolhas, desde pequeno. No Natal, aniversário, Dia das Crianças a gente perguntava: – Filho, o que queres de presente de Natal? A resposta: – Lego! Ele dizia, os olhinhos muito pretos brilhando! Chegavam a Vó e o Vô, as tias e os padrinhos: – João Felipe, o que queres no teu aniversário? Virou piada. As pessoas perguntavam já sabendo a resposta. Daqueles módulos saíram maravilhas, especialmente naves espaciais. O irmão o chamava para jogar bola, mas o negócio do JF sempre foi brincar sozinho com aqueles retângulos coloridos. Quando largava o Lego, podia contar, o JF estava desenhando.

Deitado ao seu lado lá estava o Negrito, o Cocker Spaniel negro “como a asa da graúna”, que ele ganhou ao fazer três anos. Quando o Negrito morreu (viveu 15 anos), o João Felipe me confidenciou que ele sempre foi o seu “melhor amigo”.  A verdade é que o Negrito foi mesmo especial para a família toda.

Pois de tanto brincar de Lego, o JF resolveu estudar Design, mas a vida dele é a música. O João Felipe simplesmente não vive sem música, desde que acorda até a hora de dormir, passa a noite fazendo pesquisa e acabou construindo um respeitável conhecimento sobre o assunto; sabe quase tudo de música (isso porque é jovem. Daqui a alguns anos, com um pouco mais de estrada, ele vai ficar muito bom na parada!) E já adiantou: – Quero fazer isso pro resto da minha vida! É bem a cara dele!

Meu caçula é meu companheiro e levamos altos papos. Temos muitos interesses em comum entre eles a Arte e a Música, através dele conheci e me apaixonei pelo Design e o Graffiti. Às vezes nos estranhamos. Mas, em seguida trocamos “de Bem” porque nos amamos muito.

Feliz Dia das Crianças, filho!

Anúncios
This entry was posted in Uncategorized and tagged by Norma Bruno. Bookmark the permalink.

About Norma Bruno

Vivo na Ilha de Santa Catarina desde que nasci. Sou de aquário, portanto já nasci aluada, mas contraditoriamente, não me dou bem com tecnologia e gosto mesmo é de coisa velha. Fiz muitas coisas, deixei para trás outras tantas, tenho muito por fazer. Coleciono cenas urbanas, rendas de bilro e revistas antigas. Escritora amadora em todos os sentidos, invento coisas, conto histórias. Livros publicados: - Prosa, quase Poesia - ou vice-verso - Tempo Editorial. 2015 - Cenas Urbanas e Outras Nem Tanto. Bernúncia Editora. 2012 - A Minha Aldeia Editora Papa-Livros. 2004. - Leia Crônicas da Desterro no site www.carosouvintes.org.br

2 thoughts on “João Felipe

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s