João Paulo

João Paulo (3 anos) e sua caminhonete de controle remoto.

Sempre digo que o João Paulo é o meu filho do meio favorito! Ele nasceu num dia frio de setembro de 1981 e é um virginiano típico. Quando era neném, acordava de cara feia e só sorria depois de tomar mamadeira. Aí ficava todo feliz, o meu moreninho!

O João Paulo era muito educado e obediente. Tinha os cabelinhos pretos e crespos e era gordinho, gostoso de apertar. Aos sete meses e meio falou “Papai!”. Já aos oito meses ele gostava quando eu cantava aquela música do Ney Matogrosso que diz: “Nunca vi rabo de cobra nem couro de lobisomem, se correr o bicho pega, se ficar o bicho come, porque eu sou é homem, menino eu sou é homem!”, quando eu falava: “e como sou!” ele caía na gargalhada, de sair aguinha dos olhos de tanto rir! Quando eu parava, ele balançava o corpo para eu cantar de novo! Coisa mais linda da mamãe!

Quando completou quatro anos, o João Paulo ganhou uma caminhonete de controle remoto, o que, na época era a maior novidade! Então ele ficava sentadinho, fascinado, vendo a caminhonete girar, ir lá longe e voltar ao seu comando, os faróis piscando. Ele gostava tanto, mas tanto daquela caminhonete, que quase não brincava com ela. Mantinha-a na caixa, bem guardadinha.  Brinquedo “de brincar”, para o João Paulo sempre foi bola de futebol, descoberta aos sete anos.

O pai queria que ele fosse Fluminense, mas ele é Flamengo. O João Paulo simplesmente adora futebol! Os que o viam jogar diziam que ele era muito bom. Só podia. Afinal, ele “treinava” todo dia o dia todo caminhando com a bola no pé desde que saía da cama até a hora de dormir. Inclusive dentro de casa, para meu completo desespero. De vez em quando ele lascava um chute a gol acertando parede, guarda-roupa, porta. Eu ficava maluca e gritava: – Jo-ão-Pau-lo! Soletrando seu nome, como fazem as mães quando estão brabas. Ele, pequeno, coitado, encolhia os ombrinhos e dizia: – Ai, desculpa mamãe, desculpa! Dali a pouco esquecia e chutava de novo. Cresceu e continuou a andar com a bola pela casa (e a chutar a gol nos lugares mais impróprios!). Ficou bom, a ponto de subir e descer escada com a bola dominada.

Em seu aniversário de dez anos fizemos um torneio com troféu e tudo, entre o time dele (formado com os amiguinhos que moravam em nossa rua) e um “time sei-lá-de-onde” que arranjaram para a disputa. O troféu levava seu nome. Ó que chique! O padrinho deu de presente os jogos de camisa para os dois times. Após a partida haveria um churrasco comemorativo em nossa casa. O nosso time, como não podia deixar de ser, ganhou o jogo, com dois gols da estrela do time. Em dado momento nosso time sofreu um pênalti, negado pelo juiz. O padrinho o acusou de roubar para o adversário. O pau fechou. Chegaram todos imundos, amarfanhados, mas com o caneco na mão. O time adversário não compareceu ao churrasco, por razões óbvias.

Quando era criança, o João Paulo dizia que queria ser jogador de futebol, mas virou advogado, profissão que é a cara dele; hoje ele mora longe, mas continua muito ligado à família. Quando eu ligo ou mando e-mail para ele, começo sempre assim: Oi, filhote! Porque é isso que ele é. Meu filhote do meio favorito!  E, ainda por cima, ele é lindo!

Feliz Dia das Crianças, filho!

Anúncios
This entry was posted in Uncategorized and tagged by Norma Bruno. Bookmark the permalink.

About Norma Bruno

Vivo na Ilha de Santa Catarina desde que nasci. Sou de aquário, portanto já nasci aluada, mas contraditoriamente, não me dou bem com tecnologia e gosto mesmo é de coisa velha. Fiz muitas coisas, deixei para trás outras tantas, tenho muito por fazer. Coleciono cenas urbanas, rendas de bilro e revistas antigas. Escritora amadora em todos os sentidos, invento coisas, conto histórias. Livros publicados: - Prosa, quase Poesia - ou vice-verso - Tempo Editorial. 2015 - Cenas Urbanas e Outras Nem Tanto. Bernúncia Editora. 2012 - A Minha Aldeia Editora Papa-Livros. 2004. - Leia Crônicas da Desterro no site www.carosouvintes.org.br

6 thoughts on “João Paulo

  1. Vamos por partes: 1º – O que sei é que gostavas quando eu cantava aquela música do Ney Matogrosso. Tenho até uma foto. Tu peladinho (um xuxu!) em cima do trocador dançando enquanto eu cantava. 2º – Sei que tu eras “O” craque, filho. Mas tive que pegar leve para as pessoas não dizerem que estou sendo parcial. Coisa que, aliás, eu não sou. 3º Jura que o juíz ladrão era o teu tio? Coitado dos jogadores do outro time. Além de serem roubados ainda levaram uma surra! 4º – Que fique bem claro: aqui neste velho coração, cada um é favorito no seu quadrado. Então tens toda razão: no teu quadrado só dá tu, nêgão! Quanto à tua lindeza… Eu e a “voz rouca das ruas”, né filho?

  2. Sogrinha querida, assim ele vai ficar se achando a última coca-cola do deserto. Mas, concordo com você, ele realmente é lindo. Ótimo marido, ótimo filho, ótimo amigo…meus filhos terão mto orgulho dele. Bom restinho de semana. Bjos

  3. Mãe, muito obrigado pela homenagem. É muito bom ler os seus textos, principalmente este, claro, que fala de mim.
    Entretanto, preciso esclarecer e confirmar algumas coisas: Tu jura que eu gostosa de Ney Matogrosso? Vixi Maria, as pessoas realmente evoluem! Quanto ao “era muito bom” no futebol fostes humilde, porque eu era um craque mesmo. Em relação ao jogo no meu aniversário, registro apenas que a briga se iniciou quando o juiz do jogo, que por coincidência é meu padrinho, após ter dado um pênalti pra lá de duvidoso para eu bater e “se consagrar” (como dizem os craques) e, após ter sido xingado por isso, foi tirar satisfações com o autor da calúnia, formando, então, a confusão relatada no texto.
    Sobre o “filho do meio favorito”, seja mais sincera da próxima vez e subtraia da frase a expressão o “do meio”!
    Acertasse também quando dissestes que continuo muito ligado à família e mandasse muito bem no “ele é lindo”
    Beijos. João Paulo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s