Pão-por-Deus versos

Seguem alguns exemplos dos preciosos versos do Pão-por-Deus, ricos em sua singeleza:

 Versos de autoria de D. Aurelina Cabral Bruno, minha mãe, escritos em 2001:

 I

Lá vai o meu coração

Na forma de uma flor

Vai pedindo Pão-por-Deus

A quem tenho tanto amor.

 

II

Lá vai o meu coração

Na asa de um passarinho

Vai pedindo o Pão-por-Deus

Ao meu querido amorzinho.

 

III

O pedir é vergonhoso

Para quem vergonha tem

Eu como não tenho vergonha

Peço Pão-por-Deus ao meu bem.

 

IV

Lá vai o meu coração

Passando matos e serras

Vai pedindo o Pão-por-Deus

À linda flor desta terra.

 

V

Fui ao jardim passear

Encontrei os olhos teus

Amor-perfeito me disse

Que eu pedisse o Pão-por-Deus

 

VI

Lá vai o meu coração

Já que eu não posso ir

Vai levar lembranças minhas

Pão-por-Deus vai lhe pedir.

 

VII

Lá vai o meu coração

Na asa de uma marreca

Vai pedindo o Pão-por-Deus

Nem que seja uma boneca.

 

VIII 

Lá vai o meu coração

Na forma de um barquinho

Vai pedindo o Pão-por-Deus

Ao meu querido benzinho.

 

 IX

As palmas de tuas mãos

São finas, deliciosas

Mandai-me o Pão-por-Deus

Meu lindo botão de rosa.

 

Já estes versos são da minha lavra:

 

Lá vai meu Pão-por-Deus

Recortado com tesoura

Dobra e corta, feito renda

Escreve um verso

Pede u’a prenda.

 

Lá vai meu coração

Colorido e  recortado

Perguntar pra aquele moço

Se quer ser meu namorado.

 

Lá vai meu Pão-por-Deus

Nas asas de um passarinho

Vai pedir pro meu benzinho

Um cartão e uma prenda.

 

Caso ele, pobre, sem renda

Nada tenha a me ofertar

Aceito um abraço, um beijinho

E um convite pra dançar.

 

Lá vai meu coração

Vai dizer pro meu amor

Que sem ele não tem graça

Nem a rosa, nem o Sol, nem a Lua na vidraça.

Anúncios
This entry was posted in Uncategorized and tagged , , , by Norma Bruno. Bookmark the permalink.

About Norma Bruno

Vivo na Ilha de Santa Catarina desde que nasci. Sou de aquário, portanto já nasci aluada, mas contraditoriamente, não me dou bem com tecnologia e gosto mesmo é de coisa velha. Fiz muitas coisas, deixei para trás outras tantas, tenho muito por fazer. Coleciono cenas urbanas, rendas de bilro e revistas antigas. Escritora amadora em todos os sentidos, invento coisas, conto histórias. Livros publicados: - Prosa, quase Poesia - ou vice-verso - Tempo Editorial. 2015 - Cenas Urbanas e Outras Nem Tanto. Bernúncia Editora. 2012 - A Minha Aldeia Editora Papa-Livros. 2004. - Leia Crônicas da Desterro no site www.carosouvintes.org.br

8 thoughts on “Pão-por-Deus versos

  1. amiga, que linda as frases…. a fruta nunva cai longe do pé né!!! beijos e saudades… Michela

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s