A Ponte Hercílio Luz e Suas Muitas “Estórias”

Soberana!

Foto: arquivo Rogério Santana captada da internet.

Transitar com rapidez, conforto e segurança é um desejo legítimo dos cidadãos, talvez por isso as pessoas abracem qualquer solução para o problema, mesmo as paliativas, as equivocadas e até mesmo as oportunistas.

Nessa discussão sobre a Hercílio Luz o que me assusta não é a prevalência do discurso “derrubista” que apregoa a inutilidade da Ponte, mas a apatia dos preservacionistas que ou calam ou se manifestam apenas nos seus círculos de afinidade.

Há muito tempo a Hercílio Luz deixou de ser um equipamento para ser um monumento; símbolo e guardiã de nossa identidade. A civilização está no estado da arte, e a Arte é inútil; também a Cultura se constitui, em grande parte, de “inutilidades”.

Numa madrugada dessas perdi o sono e o pensamento voou para longe. Passei a pensar no tema da próxima crônica e relembrei mais uma “estória”, sou daquele tempo, sobre a nossa querida Ponte. Essa aconteceu comigo. Quantas histórias sobre a Ponte estarão perdidas por aí, esquecidas, à espera de serem contadas? Histórias são retalhos de vida que voltam a existir quando são compartilhadas. Não dormi mais.

É disso que a Memória se nutre: das histórias pessoais, das memórias familiares, dos causos: “meu pai contava que, quando ele era moço…”, “Quando eu era pequeno, minha mãe…” histórias simples, do cotidiano das gentes. Para a Memória, ouro puro.

Depois do fato consumado não faltarão manifestações de pesar, choro e tristeza, inclusive daqueles que o poderiam ter evitado. Durante um tempo as pessoas contarão histórias sobre a Ponte, depois ela será esquecida, como aconteceu com o Miramar. Precisamos contar essas “estórias” agora, não depois. Talvez encontremos motivos para querer vê-la preservada!

* P. S.: Se conheces uma história, algum causo envolvendo a Ponte Hercílio Luz, escreve para blogdenormabruno@gmail.com Prometo divulgá-la aqui. Se tudo der certo, pretendo selecionar uma das histórias enviadas, (re)escrevê-la sob a forma de crônica ou conto e publicá-la no blog com o devido crédito: baseado no relato de “fulano de tal”.

Gostaria de reunir essas histórias e publicá-las no dia 23 de março, dia do  aniversário da cidade.

Anúncios

2 comentários sobre “A Ponte Hercílio Luz e Suas Muitas “Estórias”

  1. FÁTIMA

    IDIOTASSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSS,
    QUEREM AJUDAR E DAR BRONCA NO GOVERNO E NA SOCIEDADE IGNORANTE PARA CONSERTAREM ESTA PONTE SUPER FORTE , POIS NÃO É DE AREIA COMO AS OUTRAS DUAS!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s