Estreito: o mirante do arquipélago

Antunes Severo

São 30 ilhas, todas verdejantes e cálidas, aquecidas apenas pelas correntes marinhas que nos separam dos frios gélidos do Pólo Sul.

Sem binóculo, sem luneta ou telescópio as vejo surgirem todas as manhãs quando o sol se levanta. Banhadas pelo sol ou escondidas sob as nuvens elas estão ali, cheias de vida, repletas de emoções, transbordando a seiva que a natureza pródiga serve a todo o instante e sem qualquer distinção.

Sinto o palpitar do coração de cada ser – daquela miríade de seres – das mais diversas formas, dos mais diferentes tamanhos, das mais distintas origens. Mas, que num ponto são todas iguais, todas têm coração, sentimentos, vivem emoções e com isso constituem a verdadeira sagração da natureza.

Do mirante que as vejo, desde as terras firmes desta parte continental da cidade me sinto inebriado. Respiro profundamente e meus pulmões, antes pouco acostumados com a riqueza das energias que vêm do arquipélago, agradecem distribuindo o sopro da vida pelo meu corpo inteiro.

São seis horas da manhã, o sol vem chegando lenta e inexoravelmente. A cidade se ilumina, o movimento do trânsito aumenta e os sons urbanos se misturam numa dança louca que só vai diminuir depois das dez da noite.

Da janela em que me encontro vejo as torres da ponte enfeitando as baías que nos unem – continente / ilha – ainda envolvidas pelo brilho da iluminação artificial. Num olhar mais amplo volto ao arquipélago, agora ainda mais colorido, palpitante de vida, cheio de amor. E então me dou conta de que esse amor brota do coração de quem vive no coração do Bairro do Estreito**.

* Antunes Severo – Radialista, publicitário, professor universitário, editor do site Caros Ouvintes,  escritor. Escreveu, juntamente com Ricardo Medeiros, o livro Caros  Ouvintes, Os 60 Anos do Rádio em Florianópolis. Em 2012  teve sua história de vida retratada em  Antunes Severo O Menino do Arroio Itapevi, de Ana Lavratti. É meu amigo.

**O Estreito é um dos 88 bairros da cidade de Florianópolis. Está situado na parte continental do município como o mais antigo e principal bairro em torno do qual se formaram Balneário, Coqueiros e Capoeiras, além de 14 outros bairros menores.

Anúncios
This entry was posted in Uncategorized and tagged , , , by Norma Bruno. Bookmark the permalink.

About Norma Bruno

Vivo na Ilha de Santa Catarina desde que nasci. Sou de aquário, portanto já nasci aluada, mas contraditoriamente, não me dou bem com tecnologia e gosto mesmo é de coisa velha. Fiz muitas coisas, deixei para trás outras tantas, tenho muito por fazer. Coleciono cenas urbanas, rendas de bilro e revistas antigas. Escritora amadora em todos os sentidos, invento coisas, conto histórias. Livros publicados: - Prosa, quase Poesia - ou vice-verso - Tempo Editorial. 2015 - Cenas Urbanas e Outras Nem Tanto. Bernúncia Editora. 2012 - A Minha Aldeia Editora Papa-Livros. 2004. - Leia Crônicas da Desterro no site www.carosouvintes.org.br

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s