Descobrindo Tesouros Escondidos


DSC04236

Apesar de muito andarilhar pela Cidade, confesso que só conheci a Igreja de Nossa Senhora do Parto no final do ano passado. Não por desinteresse, muito pelo contrário. Sempre tive curiosidade de conhecê-la e me ressentia, pois imaginava que tivesse sido demolida.

Fiquei surpresa ao saber que, ao contrário de tantas outras igrejinhas espalhadas pela Cidade – quem lembra de uma que havia em frente à Praça dos Bombeiros “tombada” na década de 1970? – a igreja de Nossa Senhora do Parto ainda está em pé e não só continua aberta a visitação como mantém  uma intensa rotina de atividades litúrgicas.

A imagem da Senhora grávida é uma lindeza! Fiquei admirada com a boa conservação interna, certamente fruto da dedicação de um bando de senhorinhas que, muito faceiras com a minha visita, interromperam a reunião que faziam e se puseram a responder perguntas que eu, aliás, não havia feito (mais ilhéu impossível). Fui convidada para as missas, os terços e as novenas. Qualquer dia eu pinto lá pra rezar um terço e relembrar meus tempos de colégio “das frera”.

Na saída, a realidade aguardava: estacionamento no pátio, o sufocamento da igrejinha pelos prédios vizinhos e a já conhecida decadência do entorno. Deprimente. A verdade é que precisamos conhecer nossa cidade, ocupar os espaços, falar sobre o que acontece. E assim como devemos denunciar as barbaridades, precisamos também divulgar as boas iniciativas, a História, contar os causos e valorizar as pessoas como aquelas senhorinhas que lutam para manter vivo o pouco que sobrou de um patrimônio tão rico como o nosso.

Apesar disso e ainda que a rua Conselheiro Mafra continue ostentando barbaridades arquitetônicas como aquela famosa casa enclausurada entre tapumes, o que restou dela, felizmente também encontramos casinhas revitalizadas, bem pintadas, ocupadas como moradia e tradicionais casas de comércio, pois nem só de equipamentos culturais se faz uma revitalização!

Independentemente do aspecto religioso, a Igreja de Nossa Senhora do Parto merece uma visita. Seja pela sua arquitetura despojada, pela beleza de suas imagens ou simplesmente pela sua permanência na paisagem. Coisa rara em Florianópolis.

DSC04237

A igrejinha sufocada.

DSC04241O lindo ladrilho restaurado.

DSC04244Mãos sobre o ventre, a Senhora, grávida.

Anúncios
This entry was posted in Uncategorized and tagged , , by Norma Bruno. Bookmark the permalink.

About Norma Bruno

Vivo na Ilha de Santa Catarina desde que nasci. Sou de aquário, portanto já nasci aluada, mas contraditoriamente, não me dou bem com tecnologia e gosto mesmo é de coisa velha. Fiz muitas coisas, deixei para trás outras tantas, tenho muito por fazer. Coleciono cenas urbanas, rendas de bilro e revistas antigas. Escritora amadora em todos os sentidos, invento coisas, conto histórias. Livros publicados: - Prosa, quase Poesia - ou vice-verso - Tempo Editorial. 2015 - Cenas Urbanas e Outras Nem Tanto. Bernúncia Editora. 2012 - A Minha Aldeia Editora Papa-Livros. 2004. - Leia Crônicas da Desterro no site www.carosouvintes.org.br

2 thoughts on “Descobrindo Tesouros Escondidos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s