Mas Foi Por Um Triz!

Chegando do show do João Bosco. Quem me conhece sabe que tenho “uma queda” por ele. Mas tava tudo certo, tava me comportando e tal. Tanto que ele fez “ai, ai, ai, ai”  e eu reagi bem, tava calma até. Mas foi só ele fazer “ai, ai, ai, ai” a segunda vez e  a coisa desandou. O pior: eu tava sozinha, sem ninguém pra trocar uma ideia, fazer um comentário, segurar na mão, essas coisas que dão um alívio quando a pessoa tá na parte braba da fissura. Daí ele fez “ai, ai, ai, ai”   a terceira vez e, juro!, olhou na minha direção.  O show acabou. Decidi largar tudo e ir embora com ele. Vim correndo pra casa e já tava arrumando as trouxas quando lembrei dos filho. Voltei pra trás. Agora tô aqui com um monte de roupa espalhada pela casa, uma taça de vinho na mão, Papel Machê presa no repeat e eu presa nesse estado alterado de consciência. Ai, ai, ai, ai, ai!!!

Falso Brilhante, a música que ele ficou devendo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s