Ponto de Fuga

Foge pela fresta que te resta

E faz do teu norte o vento mais forte.

 

Não temas a força do vento.

Melhor temer o teu próprio medo.

Impõe o desejo ao pensamento. Não pensa.

Apenas abre tuas asas e voa.

plano-de-fuga

Do livro Prosa Quase Poesia e vice-verso. Tempo Editorial. 2015

Imagem capturada no perfil de Kovács Jocó no Facebook. Autor desconhecido.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s